Desafio da Natureza Urbana 2021: Brasília e Região, Brasil's Journal

February 24, 2021

Rumos e Rotas da RIDE - Central de Informações


Este artigo reunirá informações potencialmente interessantes para os participantes do Desafio da Natureza Urbana 2021 – Brasília e Região. Pretende-se atualizá-lo sempre que se encontre uma nova fonte confiável de informações. Participantes do projeto estão convidados a informar, via comentários, de páginas relevantes para o grupo em qualquer dos municípios integrantes da RIDE/DF.


No momento, o artigo está centrado na identificação de informações sobre espaços naturais que possam ser visitados durante a bioblitz. São parques federais, estaduais e locais, espaços abertos, trilhas e hotspots de biodiversidade com acesso público autorizado.


Conteúdo atual

  • Unidades de Conservação Federais na RIDE
  • Unidades de Conservação Estaduais na RIDE
  • Parques e Unidades de Conservação no DF
  • Informações sobre os Municípios da RIDE

Unidades de Conservação Federais na RIDE

Unidades de Conservação Estaduais na RIDE

Parques e Unidades de Conservação no DF

A tabela abaixo contém links que fazem parte do site Eu amo o Cerrado e objetiva apenas ligar este artigo às páginas específica de cada parque no DF. Lá se pode encontrar diferentes informações sobre o parque em si, tais como: horário de funcionamento, estado de conservação, trilhas disponíveis, valor do ingresso e espécies animais avistadas no local.

Como são muitos - mas não o bastante - lembramos que a melhor forma de localizar um específico que queira visitar é digitando CTRL+F (Windows) ou (CMD+F no IOS) e informando o que você procura (pode ser que o argumento da pesquisa ocorra mais de uma vez na página).


Nome do parque Nome do parque
Área de Relevante Interesse Ecológico Cachoeira do Pipiripau Área de Relevante Interesse Ecológico Granja do Ipê
Centro de Lazer e Cultural Viva Sobradinho Estação Ecológica Águas Emendadas – Esecae
Floresta Distrital dos Pinheiros Jardim Botânico de Brasília
Parque Ambiental Colégio Agrícola de Brasília Parque Bosque dos Constituíntes (Uso Múltiplo)
Parque Bosque dos Tribunais (Uso Múltiplo) Parque Burle Marx
Parque da Asa Sul (Uso Múltiplo) Parque das Aves (Uso Múltiplo)
Parque da Cidade Parque das Corujas (Uso Múltiplo)
Parque da Vila Estrutural (Uso Múltiplo) Parque da Vila Planalto (Uso Múltiplo)
Parque das Esculturas (Uso Múltiplo) Parque das Sucupiras (Uso Múltiplo)
Parque de Taguatinga (Uso Múltiplo) Parque Denner (Uso Múltiplo)
Parque Distrital Boca da Mata Parque Distrital Copaíbas
Parque Distrital dos Pequizeiros Parque Distrital Recanto das Emas
Parque Distrital do Retirinho Parque Distrital Salto do Tororó
Parque Ecológico Areal Parque do Lago Norte (Uso Múltiplo)
Parque do Núcleo Bandeirante (Uso Múltiplo) Parque do Paranoá
Parque do Setor “O” (Uso Múltiplo) Parque dos Eucaliptos (Uso Múltiplo)
Parque dos Jequitibás Parque Ecológico Areal
Parque Ecológico Cachoeirinha Parque Ecológico da Enseada Norte
Parque Ecológico da Ermida Dom Bosco Parque Ecológico da Garça Branca
Parque Ecológico das Garças Parque Ecológico de Águas Claras
Parque Ecológico de Santa Maria Parque Ecológico de São Sebastião
Parque Ecológico do Anfiteatro Natural Parque Ecológico do Catetinho
Parque Ecológico do DER Parque Ecológico do Descoberto
Parque Ecológico do Gama Parque Recreativo do Gama (Prainha)
Parque Ecológico do Rasgado Parque Ecológico do Riacho Fundo
Parque Ecológico e Vivencial da Candangolândia Parque Ecológico e Vivencial de Sobradinho (Córrego da Onça)
Parque Ecológico Ezechias Heringer Parque Ecológico Irmão Afonso Hauss
Parque Ecológico Península Sul Parque Ecológico Ponte Alta do Gama
Parque Ecológico Saburo Onoyama Parque Ecológico Sementes do Itapoã
Parque Ecológico do Tororó Parque Ecológico Ollhos d'água
Parque Ecológico Veredinha Parque Ecológico Três Meninas
Parque Ecológico Varjão-Taquari Parque Ecológico Vila Varjão
Parque Recreativo Sucupira Parque Urbano do Sudoeste
Refúgio de Vida Silvestre Canela de Ema Refúgio de Vida Silvestre Canjerana
Refúgio da Vida Silvestre Gatumé Refúgio de Vida Silvestre Lagoa Joaquim de Medeiros
Refúgio de Vida Silvestre Mestre d’Armas Refúgio da Vida Silvestre Morro do Careca
Refúgio de Vida Silvestre Vale do Amanhecer Taguaparque (Uso Múltiplo)

Informações sobre os Municípios da RIDE

Todos os links abaixo se referem a páginas wikepedia e, em vários casos, são apenas descrições superficiais do município. Caso alguém conheça sites mais apropriados, por favor nos informe na área de comentários para fazermos a substituição do link. Espera-se que a página sugerida contenha informações pertinentes ao propósito de se observar a natureza, sendo isenta de posicionamentos político-partidário, religiosos e/ou comerciais.




Município Município
Abadiânia (GO) Água Fria de Goiás (GO)
Alexânia (GO) Alto Paraíso de Goiás (GO)
Alvorada do Norte (GO) Arinos (MG)
Barro Alto (GO) Buritis (MG)
Cabeceiras (GO) Cabeceira Grande (MG)
Cavalcante (GO) Cidade Ocidental (GO)
Cocalzinho de Goiás (GO) Corumbá de Goiás (GO)
Cristalina (GO) Formosa (GO)
Goianésia (GO) Luziânia (GO)
Mimoso de Goiás (GO) Niquelândia (GO)
Novo Gama (GO) Padre Bernardo (GO)
Pirenópolis (GO) Planaltina (GO)
Santo Antônio do Descoberto (GO) Planaltina (GO)
São João d’Aliança (GO) Simolândia (GO)
Unaí (MG) Valparaíso de Goiás (GO)
Vila Boa Vila Propício



Boletim anterior: Formatação de textos – Text Markdown Language

Próximos boletins (quem aderir receberá na aba de notícias do aplicativo)

  • Postando observações
  • Explorando observações
  • Organismos (o que são)?
  • Identificando observações
  • Guia de Campo: Borboletas e Mariposas
  • Guia de Campo: Plantas
  • Guia de Campo: Aves
  • ...

Posted on February 24, 2021 15:51 by douglas-u-oliveira douglas-u-oliveira | 0 comments | Leave a comment

Formatação de textos - Text Markdown Language


Este artigo descreve


  • O que é Markdown Language

  • Como e onde formatar textos no iNaturalist

  • Comandos markdown no iNaturalist

O que é Markdown Language

É uma linguagem de marcação de textos simplificada, capaz de gerar código HTML válido para uso em qualquer navegador internet. Objetiva, principalmente, aumentar a legibilidade da comunicação entre pessoas via e-mails, fóruns, murais, boletins e outros. Quem escreve pode usar certas etiquetas (tags) que ficam “encapsuladas” no texto transmitido, isto é, alteram a apresentação do texto sem ficarem aparentes. Muito conveniente para inclusão de imagens e links externos ao aplicativo em uso. No iNaturalist é utilizada em Anotações feitas durante a carga (upload) de observações, em comentários no processo de identificação das mesmas, no perfil do usuário e no fórum de dicussão iNat, . Também é usada, às vezes parcialmente e com alterações, em apps de telefonia móvel como whatsapp e outras.


Como e onde formatar textos no iNaturalist


Na tela da app do iNaturalist (Android, nas imagens apresentadas aqui), quando do upload de observações, o único campo passível de usar tags markdown é o “Anotações”, que se destina a informar situações relevantes para a identificação do organismo observado tais como: condições ambientais do local da observação ou qual organismo - se vários - é o desejado pelo observador. Enfim, são informações de interesse do observador e/ou da comunidade iNat que auxiliem na identificação do organismo.

Na tela de Observações ou na de Identificação (Explorar, no Android) pode-se fazer comentários, estruturar referências a fontes - inclusive de sites externos - citar e apontar para qualquer outra observação iNat, tudo com o objetivo de obter e fornecer subsídios para se alcançar a melhor identificação possível de um organismo qualquer.







À direita, embaixo, o usuário está “tentado” a desistir da identificação dada por ele e já confirmada por um outro. Para tanto, ele fez uso de uma tag markdown para italizar parte do texto ao propor a manutenção do gênero, qual seja: Diabrotica sp. Colocar a classe taxonômica em itálico é uma convenção amplamente utilizada no Inat e deriva de sua aplicação em diferentes ramos da ciência.
Ao submeter o comentário, os asteriscos (*) no começo e fim da expressão “Diabrotica sp” não serão apresentados e esta parte do texto aparecerá italizada para todos.




No computador, a tela de identificação de qualquer observação tem um quadro que fornece alguns comandos markdown na própria área de comentários. Estes são os seguintes, da esquerda para a direita, no detalhe da imagem mais embaixo:

  • ”B”. Gera um par de duplos-asteriscos (**texto em negrito**) para o usuário substituir a expressão “texto em negrito” pelo texto que ele deseja;

  • ”I”. Gera um par de astericos simples (*texto em itálico*) para que o usuário possa substituir a expressão “texto em itálico” pelo texto desejado (normalmente uma classe taxonômica);

  • Símbolo de link. Gera duas áreas de digitação, uma para inserção de um texto (que pode ser negritado e/ou italizado, e outra para fornecimento de um endereço da internet (URL);

  • ”>”. Prepara o espaço para digitação entre aspas-duplas (uma citação, por exemplo);

  • Os dois últimos botões permitem a criação de listas, sendo o primeiro para não-numeradas e o segundo para numeradas.

  • O quadro de comentários também existe nas apps Android e IOS mas sem os botões, ou seja, o usuário tem de digitá-los juntamente com o texto desejado.


Comandos markdown no iNaturalist

Digitado Resultado Atalhos de teclado (CMD / CTRL)
*itálico* itálico CMD-i / CTRL-i
**negrito** negrito CMD-b / CTRL-b
[iNaturalist](www.inaturalist.org) iNaturalist CMD-k / CTRL-k

* uma
* lista
* não-numerada

  • uma
  • lista
  • não-numerada

1. uma
1. lista
1. numerada

  1. uma
  2. lista
  3. numerada


Boletim anterior: Desafio da Natureza Urbana 2021 RIDE/DF

Próximos boletins (quem aderir receberá na aba de notícias do aplicativo)
  • Rumos e Rotas da RIDE – Central de Informações
  • Postando observações [Pronto!]
  • Explorando observações [Pronto!]
  • Organismos (o que são?)
  • Identificando observações
  • Guia de Campo: Borboletas e Mariposas
  • Guia de Campo: Plantas
  • Guia de Campo: Aves
  • ...

Posted on February 24, 2021 01:06 by douglas-u-oliveira douglas-u-oliveira | 0 comments | Leave a comment

February 17, 2021

Desafio Mundial da Natureza Urbana 2021 - Brasília/DF e RIDE


RIDE/DF – Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno


Nós, da organização do Desafio da Natureza Urbana 2021 – Brasília e Região, o convidamos a participar e contribuir para a ciência cidadã com as suas observações de espécies da vida selvagem no DF, especialmente no período acima indicado. Este Desafio é parte de uma iniciativa patrocinada e organizada pela California Academy of Sciences, EUA, em nível mundial, através da plataforma iNaturalist.org. A plataforma, por sua vez, é uma iniciativa conjunta da CAS e da National Geographic Society.


O que é o Desafio Mundial da Natureza Urbana 2021?


É uma bioblitz. “Bio” significa vida e “blitz” fazer algo rápido e intensivamente. Tem como objetivo encontrar e identificar o maior número possível de espécies, numa área específica, em um curto período de tempo, funcionando como um inventário biológico. Propicia a aproximação das pessoas ao ambiente natural que as cerca como forma de engajá-las nos muitos processos possíveis para preservação do meio ambiente e sua biodiversidade. De modo prático, é uma saudável “competição” entre cidades e regiões de todo o planeta visando coletar evidências da presença do maior número possível de espécies selvagens, nativas ou não, em cada localidade participante. O desafio de 2021 será o sexto a ser realizado e, no de 2020, alcançou um total de 815.258 observações realizadas por 41.165 pessoas em 244 projetos. Foram identificadas 32.600 espécies distintas neste esforço mundial. O DF ficou em 24o. lugar pela quantidade de observações, com a participação de 58 pessoas e registrou 437 espécies. As informações de 2020 estão aqui, em inglês,


Como participar?


Fazendo observações (fotos e sons) entre 30 de Abril e 03 de Maio de 2021 (primeira fase). A segunda fase (carga das observações) terminará em 09 de Maio. Apenas pessoas que aderirem ao projeto participarão do desafio. Para aderir, clique no link abaixo para acessar o projeto e, após, no botão “Participe”:


Desafio da Natureza Urbana 2021: Brasília e Região




Com a sua adesão, todos os boletins publicados antes, durante e depois do Desafio, serão enviados automaticamente para a aba “Notícias” na app do celular e no “Painel de controle” da homepage no computador. A qualquer tempo você poderá tirar dúvidas, propor ou informar qualquer assunto do seu interesse na área de comentários deste e dos próximos boletins.


Por que recebi uma notificação me convidando para ler este boletim?


Porque, em primeiro lugar, você está ou esteve ativo no iNat, na área geográfica de abrangência do projeto. Ou seja, você já demonstrou interesse no levantamento da biodiversidade na sua região. A adesão permitirá que você tenha acesso aos boletins informativos que, idealmente, irão se tornar um tipo de mural e orientar com relação a etiqueta on-line, características físicas relevantes das espécies, fontes de informações taxonômicas e científicas, guias de campo e dados sobre os parques locais, estaduais e nacionais. É nossa expectativa que a comunidade crie grupos de interesses comuns (observadores de aves, estudantes, escoteiros, ciclistas, fotógrafos e outros) , virtuais ou não – neste caso com observância das regras para atividades em espaços abertos. Também desejamos a participação de todos na divulgação e promoção do projeto bem como a obtenção de novas adesões para o iNaturalist. Se estiver lendo este boletim em um computador, aproveite e copie o link acima e envie para pessoas do seu relacionamento que possam se interessar em participar. Desde já, agradecemos.


Se você não estará na área geográfica de abrangência deste projeto entre 30 de Abril e 3 de Maio, verifique em qual dos seguintes você poderá contribuir com suas observações da natureza.


CNC Rio Branco e leste do Acre 2021
City Nature Challenge 2021: Grande Curitiba, Brasil
City Nature Challenge 2021: São Paulo e Região Metropolitana
Desafio da Natureza Urbana 2021: Baía de Guanabara, RJ
Desafio da Natureza Urbana 2021: Manaus e Região Metropolitana
Desafio da Natureza Urbana 2021: Porto Alegre, RS Brasil


Mas, e se a pandemia (COVID-19) ainda não estiver resolvida?


Temos, no meio urbano, inúmeros vizinhos selvagens não-cativos e não-cultivados. Uma borboleta que pousa na vidraça do apartamento ou escritório, mariposas atraídas por uma lâmpada no pilotis do prédio, uma coruja-buraqueira que fez ninho junto a uma calçada, insetos esmagados no para-brisas do carro. Plantas nativas não-cultivadas e cogumelos são excelentes candidatos. Certamente estarão invadindo uma área menos cuidada de um jardim público. Parques urbanos, se abertos, serão ótimos para a observação de aves diversas e outros animais, desde que estejam abertos e que se obedeça as restrições de contato social em vigor. Também são válidas observações de evidências da existência de um ser como, por exemplo, rastros, ninhos, penas, caixas abandonadas de marimbondos e vespas, flores e frutos caídos, etc.


Como as minhas observações serão identificadas?


A comunidade mundial dos iNaturalistas é composta por cientistas-cidadãos – observadores de modo geral – mas, também, por um sem número de cientistas e especialistas em todas as áreas de conhecimento. São botânicos, biólogos, zoólogos, professores de ciências e ecologistas das mais diversas especialidades. No período de 04 a 09 de Maio de 2021 todos estarão prontos para auxiliar na melhor identificação taxonômica possível para todas as observações feitas em todo o mundo. As interações e trocas entre você e a comunidade é feita diretamente, via comentários e sugestões de identificação na própria observação.


Não quero receber os boletins. O que faço?


Se você já aderiu e não deseja mesmo participar do projeto, basta clicar no botão apropriado (Sair). iNaturalistas que já tenham aderido podem optar por não receber boletins na página do projeto clicando em "Sua filiação".


Posted on February 17, 2021 16:20 by douglas-u-oliveira douglas-u-oliveira | 1 comment | Leave a comment

Archives